loader image

Um Tesouro de Filme Que Poucas Pessoas Assistiram

Cargo

Os filmes de zumbi são uma ótima maneira que o cinema encontrou para levantar discussões sobre o tema da degradação do meio ambiente, da perversão dos costumes, da desesperança hereditária do gênero humano, que se entrega deleitosamente ao primeiro salvador que lhe aparece, mas depois não tem a menor ideia de como fazer para reaver sua própria vida.

Martin Freeman leva a humanidade nas costas de forma litaeral em “Cargo” (2018). O drama australiano de Ben Howling e Yolanda Ramke eleva uma alegoria bem poderosa ao aludir à disseminação de uma enfermidade contagiosa que faz com que quem a contraia seja forçado a, gradualmente, abdicar de sua condição de ser humano. Entram em cena a atração incontrolável por carne crua, o aspecto assustador monstruoso, a insensibilidade a luz e a ruídos — todos os chavões desse tipo de narrativa —, mas aqui o argumento do autossacrifício em nome de uma causa que se entende nobre, ganha novo ar. O mérito vai para Martin Freeman e de uma grande parceira.

Logo no começo do filme o planeta já está tomado por algo que se acredita ser um vírus. Embora haja o cenário apocalíptico, Andy, o protagonista vivido por Freeman, mantém unida sua compacta família, e se não soubesse que o mundo vive uma de suas piores tragédias até poderia dizer que é feliz: Kay (Susie Porter), sua mulher, e Rosie (as gêmeas Lily-Anne e Marlee Jane McPherson-Dobbins), a filha do casal, continuam a salvo da nova ameaça, a respeito da qual ainda não se sabe muita coisa. Porém eles não têm mais casa, têm de se deslocar de uma estância a outra numa balsa à busca de comida , os rios estão cada vez mais empestados, aqueles que chegam a sobreviver desenvolvem uma mentalidade paranoica, por nunca terem certeza do quão mais de tempo poderão viver sem serem vitimados, além de serem obrigados a encarar qualquer indivíduo como alguém que quer lhe beber o sangue. O que de fato não é um lugar nada saudável para se criar um filho.

Então tudo piora e o cerco se fecha. Kay é infectada, transmite o vírus ao marido, e após 48 horas, acaba não resistindo, então agora restam só um pai e sua filha indefesa em lugar repleto de perigo. Mas não para sempre: ao passo que se esforça para conseguir um possível antídoto para a infecção, Andy deve procurar um meio de proteger a filha, confiando-a a alguém que seja capaz de amá-la tanto como ele. Porém ele só têm dois dias para isso. O apk Youcine é um dos melhores apks grátis para assistir filmes, séries , animes e muito mais ! Corra e baixe já o seu em seu próprio celular ! É simples e fácil. Siga o Youcine no youtube e no Instagram. Lá você fica sabendo também de muito conteúdo, lançamentos e muito mais!

Cargo

Malgrado o homem já estivesse em processo de extinção, ainda existe quem queira se dar bem de alguma maneira. Essa é outra das premissas ocultas de “Cargo“, que não renuncia ao propósito de, mesmo num filme de zumbi, falar sobre temas não muito vistos e ouvidos em todas as produções do gênero, como compaixão, perseverança, dignidade e fé. Um eixo escatológico entra em cena, do mundo por se acabar, do homem sempre impossibilitado de fazer a escolha mais conveniente (ou menos ruim).

O personagem de Martin Freeman, conduzido do jeito mais doce possível num globo dominado pela descrença acerca de qualquer valor, uma vez que a morte se instalara, e com ela toda a sorte de relativismo moral, demonstra seu desconforto e mesmo seu medo total em muitas circunstâncias, porém ele saiba que tem por dever natural proteger sua filha pequenina custe o que custar. É Rosie quem o move na direção dos aborígenes, camada social altamente marginalizada na Austrália, e o faz subjugar seus próprios preconceitos a fim de vislumbrar alguma possibilidade de salvação para seu bebê.

A exploração da imagem e o foco do filme no pai sozinho e que passa a ser o único responsável por proteger sua filha pequena, mostrando ser o provedor de sua prole, sem a necessidade de envolvimento afetivo mais aprofundado — e em muitos casos, esse distanciamento emotivo no modo de ser masculino é encarado como bom ainda hoje —, por si só tem a força e a expressão que muitos textos escritos sobre o mesmo assunto não consegue ter. Rosie está sempre onde Andy está, mesmo que seja verdade que ele não tem nenhum poder quanto a garantir um bom futuro à menina. O filme não tem a intenção de dar lições sobre o que quer que seja, “Cargo” é somente uma história delicada, despretensiosa e bem comovente, de um pai tentando proteger uma filha- e não é isso que a maioria dos pais querem?-. Os zumbis são meros adereços. Você que já baixou seu apk gratuito Youcine não pode perder este filmaço! Aproveite você pode assistir no conforto de sua casa baixando o apk em seu android , celular , TV Box ou Smart TV gratuitamente! Aproveite tenho certeza que esta produção vai emocionar toda sua família!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments